Agrosol

BRS Piatã Protegidas

Capim BRS Piatã é uma cultivar de Brachiaria brizantha e a primeira forrageira protegida lançada pela Embrapa, em 2006. Sendo mais uma opção para diversificação das pastagens.

O nome “piatã” é de origem tupi-guarani e significa fortaleza, sendo dado a essa cultivar pelas suas características de robustez e produtividade.

 

  • Adaptação:

Adapta-se muito bem a solos de média fertilida, bem drenados. Apresenta uma maior tolerância a solos com má drenagem que o capim-Marandu.

 

  • Resistência:

Possui boa resistência cigarrinha das pastagens pertencentes aos gêneros Notozulia entreriana Deoi flavopictas, por um lado, e por outro, não foi constatada resistência à cigarrinha-da-cana-de-açúcar, Mahanarva fimbriolata, limitando sua utilização em área com hitórico de problemas com cigarrinhadesse gênero.

 

  • Indicação:

Pastejo direto ou rotacionado e palhada para plantio direto.

 

  • Taxa de semeadura:

Em regiões com estações chuvosas no verão, como no Centro-Oeste, o capim-piatã pode ser semeado desde meados de outubro até o final de fevereiro, sendo ideal de novembro a janeiro. Para um bom estabeleciemento, em boas condições para semeadura, recomenda-se uma taxa de semeadura de, no mínimo 4 kg/ha de sementes puras viáveis (valor cultural de 100%).

 

  • Profundidade de plantio:

A semeadura deve ser feita na profundidade de 2,0 a 5,0 cm, incorporando com grade niveladora fechada. Assim como para as demais espécies, os melhores resultados são obtidos, passando-se rolo compactador após incorporação da semente ao solo.

 

  • Produção:

O capim-piatã apresenta boa qualidade e alta produção de folhas. Sua produção total média de forragem é de 9,5 t/ha de matéria seca ao ano com 57% de folhas. Trinta e seis por cento dessa produção se dá durante o periodo seco do ano, favorecendo o desempenho animal nesse período.

 

  • Manejo:

O sistema de manejo do capim-piatã é semelhante ao capim-marandu. Em pastejo continuo, a altura da pastagem deve permanecer entre 25 e 35 cm. Em pastejo rotacionado, a altura da pastagem deve ser de aproximadamente 40 cm no momento da entrada dos animais e de 20 cm na saída. Em solos de alta fertilidade recomendam-se 35 e 15 cm, respectivamente, para entrada e saída dos animais.